Noticias

18/09/2018

Fórum Desenvolve promove debate sobre “Economia Criativa”

O II Fórum Em Debates, dirigido a formadores de opinião, trás três especialistas no assunto e é aberto ao público

Na próxima sexta-feira, dia 21 de setembro, o Fórum Desenvolve Londrina, entidade formada por representantes de 36 instituições londrinenses, entre elas a SRP, realiza o “II Fórum Em Debate”, seminário com o tema: “Economia Criativa como Desenvolvimento Sustentável”, aberto ao público, mas com vagas limitadas. As inscrições devem ser feitas pela plataforma: http://bit.ly/2fedec ou acessando o site do Forum (www.forumdesenvolvelondrina.org) e clicar no baner.

O evento, programado para começar às 8h, no recinto Milton Alcover, no Parque de Exposições Ney Braga, deve reunir empresários, representantes de entidades e instituições de Londrina, enfim formadores de opinião de diversas áreas e encerra ao meio dia.

O II Fórum em Debate terá como palestrantes três especialistas, Ana Carla Fonseca, assessora para a ONU sobre o assunto, que fará a palestra Magna; Cristina Maseda, Secretária de Cultura de Paraty e Gustavo Pereira Vidigal, Assessor Especial em Economia Criativa na Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal. Após as explanações haverá espaço para debate e perguntas dos participantes, com mediação da jornalista Christina Mattos.

Ana Carla Fonseca fala sobre “Economia criativa sustentável e o futuro do trabalho – provocações e inspirações para Londrina”; Cristina Maseda sobre “Paraty eleita Cidade Criativa da Gastronomia pela UNESCO Creative Cities Network em 2017” e Gustavo Pereira Vidigal explana o “Programa Território Criativo do Governo do Distrito Federal”.

“Economia Criativa como Desenvolvimento Sustentável” é o tema do estudo do Fórum Desenvolve Londrina em 2018, que deve publicar o caderno sobre o assunto em meados de dezembro. A ideia do seminário é envolver a comunidade londrinense em discussões atuais e pertinentes ao desenvolvimento local-regional, apresentando cidades que se valem da economia criativa como ponta de lança para a reinvenção de um modelo urbano, social e econômico sustentável.

Palestrantes

Ana Carla Fonseca é Administradora Pública (FGV); Economista, Mestre cum laude em Administração, Doutora em Urbanismo (USP) e professora convidada no Brasil (FGV), na Argentina e na Espanha. Liderou projetos em multinacionais por 15 anos, na América Latina, em Londres e Milão. É diretora da Garimpo de Soluções, consultora e conferencista em cinco línguas, 187 cidades e 30 países. Escreveu vários livros pioneiros, tendo sido agraciada com o Prêmio Jabuti em Economia e finalista em Urbanismo. É assessora para a ONU, coordenadora técnica do projeto Território Criativo DF, mentora de vários conselhos, como LocalChef, Página 22, Recicleiros, Virada Sustentável – e cocuradora dos projetos da Arena de Economia Criativa do Farol Santander. Venceu o Prêmio Claudia 2013, em Negócios e foi apontada pelo El País como uma das oito personalidades brasileiras que impressionam o mundo.

Cristina Maseda é formada em Comunicação Social pela Universidade de Taubaté; com Especialização em Produção Audiovisual pela Escuela de Imagen y Sonido, La Coruna, Espanha e Pós-graduação em Estilo Documentário pela Universidade de Santiago de Compostela, Espanha. Trabalhou Associação Casa Azul que realiza um dos mais importantes encontros literários do país, na cidade de Paraty, conhecida pelo seu patrimônio material e imaterial, a Festa Literária Internacional de Paraty - Flip.  Foi Diretora Presidente da Associação Paraty Cultural, que faz a gestão da Casa da Cultura de Paraty, único equipamento público da cidade, de maio de 2013 até maio de 2014. Desde maio de 2014, atua como Secretária de Cultura de Paraty.

Gustavo Pereira Vidigal é Mestre em gestão cultural pela Universidade de Barcelona, Gustavo Vidigal é gestor e pesquisador com foco em cultura e desenvolvimento, sendo atualmente responsável pela implementação da agenda de economia criativa no Governo do Distrito Federal. No campo acadêmico, tem desenvolvido e advogado pelo conceito de uma economia criativa de base comunitária. Foi reconhecido como liderança global na cultura por iniciativa gerida pela União Europeia e foi selecionado para participar do programa de líderes emergentes de um dos mais renomados think tanks do mundo.

 



voltar para página anterior