Fórum do G20

Brasil assume presidência do Amis pela primeira vez

Fórum do G20

O assessor do Departamento de Estudos e Prospecção da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SPA/Mapa), Marcelo Guimarães, tomou posse na terça-feira (28) como presidente do Sistema de Informações de Mercado Agrícola do G20 (Amis).

A posse foi durante a 15ª reunião do Grupo de Informações do Amis, em Roma, que contou com a presença do diretor Geral da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), José Graziano da Silva.

Entre os objetivos a alcançar durante seu mandato de um ano será dar continuidade e intensificar o trabalho que já vinha sendo realizado pelo antecessor canadense, Marco Valicenti.

“Vamos procurar assegurar a sustentabilidade financeira do Amis e acompanhar as mudanças de comportamento dos consumidores que podem afetar os mercados agrícolas no médio e longo prazo”, ressaltou Guimarães ao tomar posse, em Roma. “Também procuraremos aprofundar as informações relativas ao uso de grãos como ração e o monitoramento de estoques”.

O Amis é uma iniciativa do G20 (Grupo dos 20 países mais ricos) que busca aumentar a transparência dos mercados agrícolas internacionais e promover maior coordenação de políticas agrícolas, especialmente em momentos de crises.

O fórum internacional conta ainda com a colaboração institucional de especialistas de dez organizações internacionais, tais como Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), FAO, Banco Mundial, Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), entre outros.

A organização, composta pelos países membros do G20 e outros sete convidados, entre eles o Brasil, tem sua secretaria executiva sediada na FAO, em Roma. O organismo utiliza-se basicamente de plataformas digitais e da participação de especialistas dos ministérios da Agricultura dos países membros.

O Amis realizará sua próxima reunião no Rio de Janeiro, em eventos conjuntos com o Mapa, a OCDE e a FGV. Os encontros ocorrerão entre 7 e 11 de outubro e a maioria deles será aberto à participação do público. Especialistas brasileiros e internacionais debaterão temas relativos às políticas públicas para a agricultura da América Latina e suas consequências sobre os mercados. A ministra Teresa Cristina, o secretário de Política Agrícola do Mapa, Eduardo Sampaio, e o ex-ministro e coordenador de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Roberto Rodrigues, já confirmaram participação em alguns dos painéis.

As inscrições estarão abertas a partir de agosto, no site do Mapa.

Conteúdo exclusivo à imprensa