LUTO

Morre Neco Garcia Cid, que deixa um grande legado para o agro

LUTO

O mundo agro perdeu nesta quinta-feira, 18 de março, o produtor, Manoel Campinha Garcia Cid, o Neco como era conhecido de todos, aos 82 anos. Filho dos pioneiros Celso Garcia Cid e Francisca Campinha Garcia, o agropecuarista ocupou por quatro gestões a presidência da Sociedade Rural do Paraná (SRP), sendo as três primeiras entre 1970 e 1976 e a quarta de 1996 a 1997.

Como agropecuarista e a frente da SRP, Neco promoveu o melhoramento genético da pecuária nacional, especialmente das raças zebuínas importadas da Índia por Celso Garcia Cid (1960/62), além de ser responsável pela introdução da raça Brahman no Brasil (1994).

Neco Garcia Cid divulgou a SRP internacionalmente e foi em suas gestões, em parceira com lideranças e sócios, que ampliou e melhorou o patrimônio da entidade. Em negociações com o governo estadual, adquiriu e escriturou áreas do Parque Ney Braga.  

Como liderança que foi, também durante suas gestões, o agropecuarista apoiou e gestionou a criação da Universidade Estadual de Londrina (UEL/1970), do Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR/1972) e da Embrapa Soja (1975).

Manoel Campinha Garcia Cid lutava contra um câncer há dois anos e deixa a esposa Maria Teresa (Zeza), as filhas Ana Teresa (Tetê), Camila, Ana Carolina, Natália e Ana Francisca (Kika), além de genros e netos. Ele será velado no Crematorium Londrina da 15h às 17h, mas a cerimônia será restrita aos familiares.

A Sociedade Rural do Paraná presta uma homenagem a este produtor, que muito contribui com a entidade e com o desenvolvimento da agropecuária paranaense e nacional. Aos familiares deseja as mais profundas condolências.

 

Antônio de Oliveira Sampaio – Presidente da Sociedade Rural do Paraná;

Marcelo  Janene El Kadre – presidente do Conselho Superior da SRP;

Diretores e conselheiros da SRP.