Paraquate

Para presidente da SRP, liberação do estoque do herbicida é justa

Paraquate

A Anvisa autorizou o uso de estoques de Paraquate na safra 20/21. O uso havia sido proibido e deveria ser suspenso a partir de 22 de setembro deste ano . No entanto, após uma articulação que envolveu entidades como a Aprosoja Brasil, Abrapa, Abramilho com membros da Frente Parlamentar da Agropecuária e do Ministério da Agricultura, o uso dos produtos já adquiridos pelos produtores foi permitido para evitar ainda mais prejuízos ao setor.

Para o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Antonio Sampaio, a decisão foi justa. “Todos nós entendemos os riscos do uso do herbicida, mas é injusto a revenda e o produtor terem o produto, comprado legalmente, e não poderem usar, sendo que a proibição foi informada num prazo muito curto. O prejuízo é grande porque os produtos são comprados em grande quantidade, para suprir a demanda de toda a propriedade”, analisa.

Sampaio observa que o grau de toxidez do produto era uma preocupação para os produtores, embora as técnicas de aplicação, os equipamentos usados e a própria disseminação de informações tenham contribuído para maior proteção dos funcionários do campo."Trabalhar com produtos de classificação toxicológica mais branda é sempre melhor para o produtor rural, sem dúvida. Nos preocupa, no entanto, que um eventual substituto venha a aumentar os custos da lavoura".